Água Quente

agua quente

Poupa no duche
A produção de água quente é o segundo maior fator de consumo de energia em casa. Representa 24% do consumo energético total. Ler Mais

A produção de água quente sanitária (AQS) pode ser instantânea ou por acumulação.


AQS instantânea

Os sistemas instantâneos aquecem a água quando abrimos um ponto de consumo de água quente, uma torneira ou um chuveiro. Estes sistemas podem ser divididos em:
› Esquentadores a gás
› Esquentadores elétricos
› Algumas caldeiras murais
O seu inconveniente é que, até que se atinja a temperatura desejada, desperdiça-se uma quantidade considerável de água e energia, tanto maior quanto a distância entre o sistema de aquecimento e o ponto de consumo. Outra desvantagem importante é que sempre que se necessita de água quente, o equipamento entra em funcionamento e o “pára-arranca” do sistema aumenta consideravelmente o consumo, bem como deteriora o equipamento. Por outro lado, apresentam igualmente prestações muito limitadas no abastecimento de dois ou mais pontos de consumo em simultâneo. Apesar disto, os sistemas instantâneos continuam a ser os mais habituais na produção de água quente.


AQS por acumulação

Os sistemas de aquecimento por acumulação podem ser subdivididos em três tipos:
Caldeira de acumulação ou bomba de calor
Termoacumulador de resistência elétrica
Termoacumulador a gás
Os sistemas de caldeira com acumulador integrado, são os mais utilizados entre os sistemas de produção centralizada de água quente.
A água, uma vez aquecida, é armazenada para uso posterior, num tanque acumulador isolado.
Estes sistemas apresentam inúmeras vantagens:
› Evitam os permanente “pára-arranca”, passando a trabalhar de forma contínua e, portante, mais eficiente
› A água quente acumulada permite utilizações simultâneas mantendo os níveis de conforto
Os termoacumuladores de resistência elétrica são um sistema pouco recomendável do ponto de vista energético e financeiro.
Quando a temperatura da água contida baixa a um determinado nível, entra em funcionamento uma resistência auxiliar. É, por isso, importante que o termoacumulador, para além de estar bem isolado, seja apenas ligada a energia elétrica quando é realmente necessário, através de um relógio programável.

Não te esqueças

Um bom isolamento é a base da poupança em climatização.
> O Aquecimento do ambiente e a produção de água quente sanitária representam 45% da energia total que consumimos em casa
> Para a produção de água quente são aconselháveis os sistemas de acumulação
> A soma de uma correta manutenção e um bom sistema de regulação emite poupanças totais superiores a 20% nos serviços comuns
Em geral, os sistemas elétricos de produção de água quente sanitária não são recomendáveis do ponto de vista energético. Dentro das variantes de aquecimento elétrico, os sistemas mais adequados são a bomba de calor com acumulação utilizada com a tarifa bi-horária, em que se instala um relógio programável para que o sistema funcione no período onde o custo da energia é menor.

Conselhos práticos

> Os sistemas com acumulação de água quente são mais eficientes do que os sistemas de produção instantâneas e sem acumulação.
> É muito importante que os acumuladores e as tubagens de distribuição de água quente estejam bem isolados.
> Coloca redutores de caudal de água nas torneiras.
> Um duche pode consumir cerca de quatro vezes menos água do que um banho de imersão. Tem isso em conta.
> Evita as fugas e o pingar de torneiras. O simples gotejar de uma torneira pode significar uma perda de 100 litros de água por mês.
> Os reguladores de temperatura com termostato principalmente no duche, podem poupar entre 4% e 6% de energia.
> Uma temperatura entre os 30ºC e os 35ºC é suficiente para transmitir uma sensação de conforto na higiene pessoal.
> Troca as torneiras independentes de água fria e água quente por torneiras que permitem a mistura de água com diferentes temperaturas.

fShare
0
Pin It
Ainda não tem uma conta? Registe-se agora!

Por favor, autentique-se